Este evento já decorreu.

Visitas guiadas para escolas

O Fim do Colonialismo Português

Em O Fim do Colonialismo Português, André Amálio convida-nos a explorar sete anos de investigação sobre o colonialismo português, levada a cabo no contexto do percurso da companhia de teatro Hotel Europa e da sua tese de doutoramento Reescrever a história através do teatro documental pós-colonial. Ao longo desses anos, Amálio entrevistou mais de 100 pessoas que viveram o período colonial e colecionou mapas, livros, vídeos, fotografias de família e documentos de guerra. Agora, todo o material recolhido é partilhado numa instalação documental e numa performance de 13 horas.

A instalação é pensada como um espaço de trabalho que pode ser apropriado pelo público, seja para organizar uma aula sobre o tema, lançar uma conversa pública, estudar o acervo disponível ou apenas visitar. 

O Fim do Colonialismo Português apresenta uma visão caleidoscópica da história, interpretando memórias e testemunhas. Treze horas ininterruptas de teatro para pensar o colonialismo português e os treze anos das guerras de libertação. 

Escolas

25–27 SET 2019

Salas 4, 5, 6
Entrada gratuita, mediante reserva

Reservas e informações
21 761 90 78
culturgest.participar@cgd.pt
Segunda a sexta
10:00-12:00 e 16:00-17:00

O espaço pode ser reservado sem custos para um evento sobre o tema, através do e-mail culturgest@cgd.pt

Cofinanciado pelo programa Europa Criativa da União Europeia no âmbito do projeto Create to Connect / Create to Impact

Create do Connect

Media Partner

RTP

Apoio

Antena 3 25 Anos

CRIAÇÃO, INTERPRETAÇÃO

André Amálio

COCRIAÇÃO, MOVIMENTO

Tereza Havlíčková

CENOGRAFIA, FIGURINOS

Maria João Castelo

DESENHO DE LUZ, DIREÇÃO TÉCNICA

Joaquim Madaíl 

PRODUÇÃO

Hotel Europa

COPRODUÇÃO

Culturgest

Ciclo Memórias Coloniais

MEMÓRIAS COLONIAIS

O debate sobre as memórias do período colonial tem ocupado o espaço público e a produção artística de forma intensa. O ciclo Memórias Coloniais abre espaço a este tema, acolhendo pessoas e projetos implicados em continuidade na sua pesquisa.

Os grupos de investigação AFRO-PORT Afrodescendência em Portugal (ISEG) e Discursos Memorialistas e a Construção da História (Faculdade de Letras Universidade de Lisboa) apresentam a conferência Políticas da memória seletiva da historiadora marroquina Fatima Harrak. Uma reflexão sobre os efeitos da “memória seletiva” no presente político atual, onde a autora defende uma "história cruzada" dos colonizadores e dos povos colonizados.

Tudo passa, exceto o passado é um programa sobre a herança colonial no espaço público, em museus e nos arquivos de vários países europeus, liderado pelo Goethe Institut. Chega a Portugal sob o formato de uma mesa redonda e um ciclo de filmes e debates sobre os arquivos cinematográficos pós-coloniais.

O projeto MEMOIRS — Filhos do Império e Pós-memórias Europeias junta investigadores que se interessam de modo comparado às memórias coloniais dos contextos francês, belga e português, e apresenta um debate, uma sessão de cinema e uma performance à volta da mesma questão: como se manifestam as memórias do fim do colonialismo em termos sociais, culturais e artísticos na Europa. 

O colonialismo e as suas consequências tem sido o tema de eleição da companhia de teatro Hotel Europa. No contexto deste ciclo, André Amálio abre o seu arquivo pessoal de entrevistas, livros, vídeos, fotografias de família e documentos da guerra e revisita as suas criações teatrais na performance de 13 horas O fim do colonialismo português. ACulturgest apresenta também a estreia absoluta de "Os filhos do colonialismo português", uma nova produção do Hotel Europa. Convocámos ainda o artista plástico Francisco Vidal, com quem trabalhámos a imagem dos materiais de divulgação dedicados a este ciclo.

Afinal, o que foi transmitido pelas pessoas que viveram o colonialismo às gerações vindouras? Memórias Coloniais é um convite a esta reflexão. 

 

CALENDÁRIO

Fatima Harrak: políticas da memória seletiva
SET 19 QUI 18:30

Tudo passa, exceto o passado
SET 24 TER 18:30

Hotel Europa: O fim do colonialismo português (instalação)
SET 25 QUA — 27 SEX 11:00 - 18:30
SET 28 SÁB — 29 DOM 15:00 - 18:30

Reimaginar o arquivo pós-colonial 
SET 25 QUA 21:30
SET 26 QUI 21:30
SET 27 SEX 18:30 

Memórias africanas de Portugal
SET 26 QUI 18:30

Hotel Europa: Os filhos do colonialismo
SET 26 QUI 21:00
SET 27 SEX 21:00
SET 28 SÁB 19:00

Artes na Europa no tempo da pós-memória
OUT 3 QUI 18:30

Fatima Sissani: A língua de Zahra
OUT 3 QUI 21:30

Hotel Europa: O fim do colonialismo português (performance)
OUT 5 SÁB 11:00 – 0:00

 

Partilhar Facebook / Twitter