Doclisboa 2020

Arquivos do Presente
City Hall.
Picnic Free.
Semear, Ouvir, Fluir.
Praga Regada.

"Arquivos do Presente" apresenta uma seleção de filmes que não só lidam com diferentes materiais de arquivo como são também eles próprios arquivos autónomos e dinâmicos. São obras que se multiplicam através de uma teia de documentos, provas, memórias, numa constante arqueologia do presente, numa luta contra o esquecimento, questionando o passado e o futuro.  
 

O Doclisboa regressa à Culturgest. A 18ª edição é uma viagem começada em outubro de 2020 e que terminará em março próximo. Em 2021 serão três os momentos de programação, um por mês, orientados por uma ideia de fundo para explorar propostas, questões e reflexões. Cada programa é acompanhado por debates e conversas.

Em janeiro, o programa Ficaram Tantas Histórias por Contar irá observar os silêncios das histórias individuais e coletivas. Fevereiro olha o Arquivos do Presente, em que os filmes se multiplicam em diversas identidades — documento, prova, registo —, numa constante arqueologia do presente. E, por fim, março abre-se a De Onde Venho, Para Onde Vou que se debate sobre momentos chave da vida, numa dialética entre os detalhes em que a câmara se deteve e os caminhos que se continuarão a trilhar. 

Uma programação que apresentará obras de realizadores como Frederick Wiseman, Mohammad Malas, Paula Gaitán e Ulrike Ottinger, entre outros. O Doclisboa volta a trazer o mundo inteiro à capital, comprometendo-se sempre a reafirmar a natureza coletiva da experiência do cinema.

5–7 FEV 2021

Grande e Pequeno Auditório
4,5€ (Bilhete normal)*

Programa completo em doclisboa.org 

*Descontos e cadernetas voucher disponíveis

Filmes legendados em português e inglês

M/12 (exceções assinaladas no programa)

Organização

DocLisboa
18º Doclisboa | Ficaram Tantas Histórias por Contar | Visões do Império - Joana Pontes
18º Doclisboa | Ficaram Tantas Histórias por Contar | Visões do Império - Joana Pontes
Partilhar Facebook / Twitter