ECOS DO IMPÉRIO - REPRESENTAÇÕES MUSICAIS DA RÚSSIA

ECOS DO IMPÉRIO - REPRESENTAÇÕES MUSICAIS DA RÚSSIA

Paulo Ferreira de Castro

ECOS DO IMPÉRIO - REPRESENTAÇÕES MUSICAIS DA RÚSSIA

Paulo Ferreira de Castro

Curadoria: José Neves e Liliana Coutinho

Não só na era imperial czarista, como também no império soviético, a música russa conseguiu produzir imagens sonoras do império como entidade política e cultural, agregadora de diversas etnias e nacionalidades, acompanhando as sucessivas fases de expansão do seu território ao longo dos séculos XIX e XX. Através de exemplos, são evocadas as múltiplas, e por vezes controversas, configurações de identidades e alteridades musicais, tal como estas se refletem na obra de compositores representativos como Glinka, Tchaikovski, Borodin, Rimski-Korsakov, Prokofiev, Chostakovitch e Khatchaturian.

Uma sessão concebida e apresentada por Paulo Ferreira de Castro, Professor Associado e Coordenador do Departamento de Ciências Musicais da FCSH (Universidade Nova de Lisboa).

23 NOV 2022
QUA 21:00–22:30

Pequeno Auditório
Entrada gratuita*

*com levantamento de bilhete 30 min. antes do início da sessão (sujeito à lotação da sala).

Biografia Paulo Ferreira de Castro

Paulo Ferreira de Castro estudou musicologia e filosofia em Estrasburgo e Londres, tendo obtido o seu Doutoramento no Royal Holloway College. Fez crítica musical no semanário Expresso e é autor de estudos musicológicos sobre a história e a estética musical dos séculos XVIII a XXI. É Professor Associado e Coordenador do Departamento de Ciências Musicais da FCSH (Universidade Nova de Lisboa), além de investigador, com especial interesse nas teorias e práticas da significação musical, intertextualidade e filosofias do modernismo, temas sobre os quais tem realizado numerosas conferências e publicações em Portugal e no estrangeiro – mais recentemente em França, Espanha, Itália, Reino Unido, E.U.A., Canadá, Rússia e Brasil. Entre 1992 e 2000 foi Diretor do Teatro Nacional de São Carlos. É membro da Direção do CESEM (Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical) e foi o primeiro Presidente da SPIM (Sociedade Portuguesa de Investigação em Música).

Apoio

Instituto História ContemporâneaIN2PASTNOVA / FCSHFCT

Apoios: Instituto de História Contemporânea, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa / IN2PAST – Laboratório Associado para a Investigação e Inovação em Património, Artes, Sustentabilidade e Território.

IHC – NOVA FCSH / IN2PAST – O IHC é financiado por fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito dos projectos UIDB/04209/2020 e UIDP/04209/2020.

Partilhar Facebook / Twitter