SUAVE E IRRESISTÍVEL? O IMPERIALISMO DE HOLLYWOOD

SUAVE E IRRESISTÍVEL? O IMPERIALISMO DE HOLLYWOOD

Rui Lopes

SUAVE E IRRESISTÍVEL? O IMPERIALISMO DE HOLLYWOOD

Rui Lopes

Curadoria: José Neves e Liliana Coutinho

O cinema tornou-se num importante instrumento de poder externo dos Estados Unidos da América, em particular durante a Guerra Fria. Para além do seu impacto económico a uma escala global, os filmes de Hollywood promovem valores, técnicas e mundivisões, não só através da sua imposição no mercado, como também através do seu consumo ativo por diferentes públicos. As suas imagens e narrativas (sobre os EUA e o resto do mundo) são exportadas e imitadas, mas também contestadas e recontextualizadas. Através da análise de diversos excertos de filmes, esta sessão discutirá a evolução histórica e as contradições do que Victoria de Grazia designou como um ‘império irresistível’: desde a propaganda sensacionalista ao imperialismo cultural mais subtil e ambíguo, bem como o seu contributo – direto e indireto – para o próprio repertório antiamericano.

Rui Lopes é professor em Birkbeck, University of London, e investigador no Instituto de História Contemporânea, NOVA-FSCH, onde coordena a linha de investigação Mediações Modernas: Arte, Tecnologia e Comunicação. A sua pesquisa debruça-se sobre a cultura visual da Guerra Fria.

15 NOV 2022
TER 21:00–22:00

Pequeno Auditório
Entrada gratuita*

*com levantamento de bilhete 30 min. antes do início da sessão (sujeito à lotação da sala).

Apoio

Instituto História ContemporâneaIN2PASTNOVA / FCSHFCT

Instituto de História Contemporânea, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa / IN2PAST – Laboratório Associado para a Investigação e Inovação em Património, Artes, Sustentabilidade e Território.

IHC – NOVA FCSH / IN2PAST – O IHC é financiado por fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito dos projectos UIDB/04209/2020 e UIDP/04209/2020.

Partilhar Facebook / Twitter